O mistério do sumiço da Rainha do Crime

Iniciar uma seção de resenhas literárias de romances policiais, de mistério e thrillers com Agatha Christie é uma espécie de homenagem a quem formou milhões de leitores mundo afora e estabeleceu altos parâmetros para um bom quebra-cabeça. O livro que inaugura este espaço, lançado em dezembro de 2021, é, justamente, uma homenagem à escritora.

“O mistério de Agatha Christie”, de Marie Benedict, saiu no Brasil pela Editora Planeta e não se trata de uma obra inédita da escritora. É um mistério imaginado a partir de um episódio inusitado na vida da “Rainha do Crime”. Em dezembro de 1926, a escritora desapareceu e seu carro foi encontrado abandonado às margens de um rio. Esse episódio nunca foi realmente explicado.

A partir deste fato insólito, Marie Benedict criou uma trama que se passa em dois planos narrativos. O primeiro é narrado em primeira pessoa por Agatha e conta sua vida a partir do encontro com Archibald Christie, um então tenente que, mais tarde, virou piloto durante a 1ª Guerra Mundial. O segundo plano narrativo, narrado em terceira pessoa, relata o desaparecimento e os dias subsequentes. As duas histórias se unem no final.

Para quem é fã de Agatha Christie, sua história até o desaparecimento tem passagens curiosas, como o despertar para a ideia de um livro a partir de um desafio proposto pela irmã, segundo a qual Agatha não conseguiria escrever um romance policial sem que o assassino ficasse completamente desconhecido até o final. Agatha escreveu “O Misterioso Caso de Styles”, lançado em 1920, e a boa receptividade mudou sua vida e a encaminhou para uma trajetória de sucesso como escritora. Mas a vida pessoal desandou.

As agruras do relacionamento com o marido se desenrolam nos dois planos narrativos e o leitor começa a entender as razões do possível desaparecimento. Christie é o principal suspeito do sumiço. Em alguns trechos, a história soa maçante, mas a escritora conseguiu, no final, juntar as pontas da ficção que criou.

“O mistério de Agatha Christie” é destinado para quem está habituado ao mundo da escritora. Quem não a conhece pode achar a história lenta. O livro proporciona bons diálogos de época – Inglaterra no início do século XX – e culmina em um quase libelo em prol da emancipação feminina. O mistério do sumiço é o ponto de partida para uma nova Agatha Christie, que veio a se separar do marido sem perder o sobrenome famoso.

Agatha tornou-se uma das escritoras mais lidas do mundo, mas o sumiço por 11 dias ficou como um mistério sem muita explicação. Na vida real, as hipóteses foram de amnésia até uma trama contra a suposta amante do marido. Na ficção escrita por Marie Benedict, o sumiço termina em uma engenhosa trama daquelas que a própria Agatha criava em suas histórias.

Leia a obra como uma homenagem à Rainha do Crime. Mas para descobri-la, vá direto aos livros de mistério que ela legou, como a própria Marie Benedict sugere ao final.

Avaliação:
Nota: 7/10

Título: O mistério de Agatha Christie
Autora: Marie Benedict
Editora: Planeta
Páginas: 320
Gênero: Romance policial/Thriller
Ano de Lançamento: 2021

Compartilhe

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

15 − 1 =

error: Conteúdo protegido por direitos autorais.