Limeirense alega rede social falsa com suas imagens usadas para enganar e assaltar vítima

Sentença assinada no último dia 1 pela juíza Graziela Da Silva Nery, que auxilia a 3ª Vara Criminal de Limeira, absolveu um homem acusado de roubo de uma motocicleta, capacete e outros itens, além do valor de R$ 5 mil e cartões bancários. O valor seria usado para compra de uma outra motocicleta, anunciada nas redes sociais, mas a vítima foi enganada. No ponto de encontro com o suposto vendedor, foi assaltada.

O caso aconteceu no final do ano passado, no Jardim Águas da Serra. Dois homens chegaram ao ponto de encontro, anunciaram o assalto e foram embora. Depois de investigações, o réu foi preso.

Ele afirmou que na data e horário da ocorrência estava trabalhando como motoboy e, segundo ele, uma terceira pessoa usou um perfil falso com suas fotografias para cometer o delito, porém essa página de rede social não lhe pertencia.

A questão é que as demais provas não foram suficientes para desconstituir a negativa do acusado.

Em audiência, a vítima não reconheceu o acusado como sendo um dos assaltantes, embora na fase inquisitiva houve o reconhecimento. Para a juíza, esta prova, isoladamente, mostra-se demasiadamente frágil para autorizar um decreto condenatório, visto que a vítima informou que as fotografias apresentadas em delegacia se mostravam com má qualidade e o vidro ao qual foi submetido o reconhecimento do réu era demasiadamente escuro. Além disso, a vítima afirmou ainda que não conseguiu visualizar os roubadores e que só o reconheceria por uma tatuagem embaixo do olho direito, a qual o réu não possui.

O próprio Ministério Público apresentou suas alegações finais oralmente e requereu a improcedência da ação pela insuficiência de provas, o que foi reiterado pela defesa.

“Sendo assim, tenho que o acervo probatório restou demasiado frágil, remanescendo dúvida razoável quanto à efetiva participação do acusado, impondo-se a absolvição, a vista do princípio in dubio pro reo”.

Foto: Freepik

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

error: Conteúdo protegido por direitos autorais.