Justiça abre ação penal contra limeirense que tentou matar mulher ao jogar pinga e atear fogo

O juiz Edson José de Araújo Júnior, da 2ª Vara Criminal de Limeira, recebeu denúncia oferecida pelo Ministério Público (MP) e abriu ação penal contra E.A.C., acusado de tentativa de feminicídio contra a própria companheira, em crime ocorrido em 29 de março passado.

Naquele dia, o casal estava na residência no Jd. Ernesto Kühl e bebiam. Eles vivem em união estável há aproximadamente 29 anos, mas as brigas eram constantes. Naquela tarde, o homem começou a discutir com a companheira e, nervoso, jogou a aguardente que bebia contra a cabeça dela e, em seguida, ateou fogo.

As chamas, conforme a denúncia, atingiram o rosto, tórax e a região lateral do corpo da mulher, causando-lhe ferimentos e queimaduras de primeiro e segundo graus. O crime de homicídio só não se consumou porque uma equipe de socorro foi solicitada e prestou pronto-atendimento à companheira de E..

A Polícia Militar recebeu denúncia sobre o crime e localizou o homem dentro da casa, sentado na cama do casal. Questionado, ele contou ter discutido com a mulher. Quando foi atendida, a companheira relatou aos agentes de segurança que foi o homem que ateou fogo em seu corpo.

O MP denunciou E. por tentativa de homicídio com quatro qualificadoras: emprego de fogo, cometido contra mulher em âmbito de violência doméstica (feminicídio), motivo fútil (discussão qualquer) e com recurso que dificultou a defesa da vítima. “É inimaginável que ela pudesse se defender de tal ataque provocado pelo denunciado, que, de inopino, jogou bebida alcóolica altamente inflamável contra a vítima e ateou fogo em seu corpo”, apontou a promotora Débora Bertolini Ferreira Simonetti.

Com o recebimento da denúncia, o acusado, que está preso, será citado para apresentar defesa prévia e a consequente instrução e julgamento do processo. Por se tratar de crime contra a vida, nesta primeira etapa a Justiça vai decidir se ele deve ser julgado por júri popular. Em caso positivo e trânsito em julgado, ele será submetido ao Tribunal do Júri de Limeira.

Foto: Pixabay

Compartilhe

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

error: Conteúdo protegido por direitos autorais.