Entre frestas: drama policial polonês estreia na Netflix

por Farid Zaine
@farid.cultura

“Na Polônia comunista, um policial insatisfeito com o resultado da investigação de um assassinato na comunidade gay de Varsóvia resolve buscar a verdade por conta própria.” Esta é a sinopse do drama policial polonês lançado pela Netflix em outubro de 2021. O filme é um drama policial de suspense baseado em fatos reais.

Na história, um jovem  policial, Robert, exemplar em sua profissão, tem no pai, oficial do alto escalão da polícia secreta polonesa, seu orientador. O jovem está noivo de uma colega de trabalho e vai se casar com ela em breve.Parte de suas ocupações está em torno dos preparativos para o casamento. Um assassinato de um homem muito conhecido coloca toda a polícia em ação. Homens gays passam a ser fichados e interrogados, pois na casa da vítima havia sido encontrado um material com sexo entre homens. 

Robert (Tomasz Zietek), com seu parceiro de trabalho, têm a incumbência de investigar o crime, e para isso vão a um bairro de Varsóvia, num banheiro público frequentado por homens gays. Um deles, apanhado e interrogado, logo é dado como culpado, e o caso é encerrado rapidamente. Robert, contudo, não se convence e continua a investigação.

Na comunidade gay ele conhece Arek (Hubert Milikowski), a princípio tomado como seu informante, mas que logo se torna uma companhia constante, e provoca nele sentimentos antes nunca experimentados. Arek é um estudante muito bonito e atraente, que causa uma mudança no olhar de Robert para a comunidade gay e seus costumes, o que o faz conhecer e participar de festas muito agitadas, com o aparente objetivo de desenvolver seu trabalho de policial em busca da solução do crime que foi arquivado.

“Entre Frestas” , desde o seu início, sugere um drama que fatalmente desencadeará uma série de consequências para todos os envolvidos, tanto os suspeitos investigados quanto os policiais e suas famílias. Na busca da verdade, Robert encontrará indícios de alta corrupção na polícia polonesa, ao mesmo tempo em que descobrirá aspectos inusitados de sua própria vida. 

Na condução da história o diretor Piotr Domalewski consegue manter um interesse crescente sobre o destino das personagens e sobre as eventuais soluções para o mistério pesquisado por Robert. 

A história se presta também a mostrar a situação dos homossexuais na Polônia dos anos 1980, quando a orientação sexual dos homens gays, quando descoberta, geraria sérios problemas para sua vida pessoal, incluindo a perda de empregos. Era o que ocorria na chamada “Operação Jacinto”, aliás o título original polonês do filme.

A exibição de “Entre Frestas” na Netflix é oportuna, embora se trate de uma história passada nos anos 1980. É que se sabe que naquele país, assim como na Hungria, homossexuais têm cada vez mais seus direitos desrespeitados por legislações conservadoras e retrógradas. 

Numa das cenas de “Entre Frestas”, a personagem de Arek, o jovem e belo estudante, desabafa num bar, falando com o policial Robert: “Precisamos sair deste país. Isso aqui nunca vai mudar”.  A cena se passa nos anos 1980, mas não deixa de ser um claro recado para a Polônia de hoje.

Entre Frestas – filme – Polônia, 2021 – disponível na Netflix
Cotação: ****MUITO BOM

Compartilhe

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

dezessete + 13 =

error: Conteúdo protegido por direitos autorais.